João Maria André nasceu em 1954 em Monte Real, Leiria. Licenciou-se em Filosofia na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1979), tendo-se doutorado pela mesma Faculdade com uma dissertação intitulada Sentido, Simbolismo e interpretação no discurso filosófico de Nicolau de Cusa. É professor catedrático, ensinando nas áreas de Filosofia e do Teatro. É autor, entre outros livros, de Renascimento e Modernidade: do poder da magia à magia do poder (1987), Sentido simbolismo e interpretação no discurso filosófico de Nicolau de Cusa (1997), Pensamento e afectividade (1999), Diálogo intercultural, utopia e mestiçagens em tempos de globalização (2005). Traduziu já para português A visão de Deus (1988), A paz da fé (2002) e A douta ignorância (2003) de Nicolau de Cusa. Além da docência e da investigação, tem desenvolvido também a sua actividade como animador cultural, nomeadamente através da tradução, dramaturgia e encenação na Cooperativa Bonifrates de Coimbra e no Teatro Académico de Gil Vicente, de que foi Director de 2001 a 2005. Em poesia publicou Rostos suspensos e Estilhaços em poemas. Publicou ainda, em  teatro, O filho pródigo, em co-autoria com Helder Wasterlain (2008), e Peregrinações. Quadros inspirados em “Peregrinação” de Fernão Mendes Pinto (2010).

Multiculturalidade, identidades e mestiçagem: o diálogo intercultural nas ideias, na política, nas artes e na religião-20%

18,75€
15,00€

comprar

Multiculturalidade, identidades e mestiçagem: o diálogo...

de João Maria André

Edições recentes

Banner
Banner
Banner
Banner