Maria Amélia Álvaro de Campos é natural de Oliveira do Hospital. Licenciou-se em História (2006), com especialização no Ramo de Formação Educacional (2007) e fez pós-gradução em História da Idade Média (2007), na Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. Doutorou-se nessa Universidade (2012), com a tese Santa Justa de Coimbra na Idade Média: o espaço urbano, religioso e socio-económico. Tem vários artigos publicados, em Portugal e no estrangeiro, sobre a cidade medieval de Coimbra, nomeadamente, sobre a sua rede paroquial e o seu clero secular.

Entre os meses de Maio de 2014 e Junho de 2015, levou a cabo o projecto de investigação História e Património de Abrunheira e sua Região, promovido pela Casa do Povo de Abrunheira e financiado com um Estágio Emprego, pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional.

Presentemente, desenvolve o projecto de investigação Territórios, sociedades e religiões: redes paroquiais numa cidade medieval europeia. O caso de Coimbra, financiado pela Fundação para a Ciência e a Tecnologia, sediado no Centro de História da Sociedade e da Cultura (U. Coimbra), no Centro Interdisciplinar de História, Culturas e Sociedades (U. Évora) e no Centre de Recherche Interdisciplinaire en Histoire, Histoire de l’Art et Musicologie (U. Limoges).


Pela Margem do Mondego: Abrunheira, Verride e Vila Nova da Barca. Olhares da História-20%

20,00€
16,00€

comprar

Pela Margem do Mondego: Abrunheira, Verride e Vila Nova da...

de Maria Amélia Álvaro de Campos

Edições recentes

Banner
Banner
Banner
Banner