de como
-20%

8,48€
6,78€

de Luís Altério

ColeçãoColeção Palavra Poema
GéneroPoesia
Ano2009
ISBN978-972-8999-68-1
IdiomaPortuguês
Formatobrochura | 56 páginas | 15 x 21 cm

Efetuar compra

de como - obra poética de Luís Altério - tem uma violência, uma crueza, uma verdade, que são próprias da condição humana e que são condição do poeta enquanto trabalho literário. A criação poética no desespero dos que fazem da esperança um decaimento que se esfuma... como refere no texto: "caldeando os destroços as cinzas as lágrimas...". A loucura como refúgio. A quimera como solução vã. Um rol de cópias, que somos todos nós, o meme que vem manifestar-se "criando mitos da mais extensa mentira eterna" e, por que não dizê-lo, uma tendência para o efeito de Werther, uma espiral da rejeição do amor. O cinismo de uma demanda social, de uma Ordem, que acaba no Caos.

Luís Altério

Luís Altério (luxilo@hotmail.com) é o pseudónimo de Luís Filipe da Silva. Nasceu em França, em 1967. Veio para Portugal quando tinha 6 anos ficando a viver em Fornos do Pinhal, no Concelho de Valpaços, onde concluiu os estudos secundários. Ingressou no curso de Engenharia de Minas da Faculdade de Engenharia da Universidade do Porto. No quarto ano do curso descobriu a Literatura ao fundar com um grupo de amigos um pequeno jornal alternativo e marginal chamado Pena Suspensa. Após concluir o curso, e já no mundo do trabalho, colaborou no jornal regional Viver Valpaços com as crónicas “Fraga da Lage”. Mais tarde, e depois do periódico extinto, reescreveu as crónicas e publicou-as num livro de contos – Quem dos Bagos Extrai Vinho É Bom Homem – edição de autor. Vive actualmente em Coimbra. Faz parte do grupo Oficina de Poesia – curso livre da Faculdade de Letra da Universidade de Coimbra. Publica os seus trabalhos literários na Revista Oficina de Poesia, participando também em leituras públicas.
de como-20%

8,48€
6,78€

comprar

de como

de Luís Altério