Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 9. Lousã
-20%

14,84€
11,87€

de António Mateus Nunes Filipe, José Manuel Azevedo e Silva

ColeçãoFora de Coleção - História
GéneroHistória
Ano2010
ISBN978-972-8999-98-8
IdiomaPortuguês
Formatobrochura | 150 páginas | 16 x 23 cm

Efetuar compra

 

PUBLICAÇÃO EM CO-EDIÇÃO COM CHSC - CENTRO DE HISTÓRIA DA SOCIEDADE E DA CULTURA - ( http://www.uc.pt/chsc )

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas podem concorrer (...) para a identificação de sítios e lugares que albergaram pequenas comunidades humanas, inseridas em configurações de espaços físicos, etnográficos, económicos, político-administrativos, culturais, mentais, hagiográficos que, eventualmente, continuamos a desconhecer e que, no entanto, suportam o corpo e a alma do Portugal mais profundo.

O presente volume desta colecção integra as principais notícias e memórias paroquiais do século XVIII relati­vas às freguesias do actual concelho da Lousã. Para além da possibilidade da reconstituição da realidade de então e do seu cotejo com a de hoje, procura-se entender e explicar a intenção do Poder Central em dispor, naquela época, de dados "estadísticos"/estatísticos e sugerem-se vias para usar, como "recurso" do desenvolvimento, o valioso património natural e cultural deste concelho da Lousã.
O concelho da Lousã como que começa no acidente rochoso a que Frei Agostinho de Santa Maria chama Portas da Candosa. É por esta "Porta", em forma de garganta, que entra o alvor do Sol, pois que, face ao termo do concelho, se situa aproximadamente a Nascente. É também por esta "Porta" que entra o rio Ceira para, juntos, realizarem, nas planuras do concelho, o milagre da fertilização. Na verdade, quase todas as "Notícias" do concelho da Lousã referem a sua beleza e a sua fertilidade.
Ao cimo da vertente da margem esquerda, está a Ermida de Nossa Senhora da Candosa, como que a sacralizar os campos de milho e os lares que dali a vista alcança, nas duas freguesias de Serpins e de Vila Nova do Ceira, dos concelhos da Lousã e de Góis, respectivamente. Outro local mágico do concelho da Lousã é o con­junto rochoso que a Ribeira de São João contorna, serpenteando entre o penhasco em que se encavalita o castelo de Arouce (da Lousã), tendo em frente, mas do outro lado da Ribeira, outro morro, do qual Nossa Senhora da Piedade contempla o velho castelo, guardando, em segredo, as suas lendas e, porventura, a sua história.
O Castelo de Arouce (Lousã) é, talvez, dos castelos portugueses, aquele a que mais complexas lendas deu origem. Porque a sua história se esconde por detrás dos tempos, a Miscelânea do Dr. Miguel Leitão d'Andrada dedica-lhe uma peça mítica e uma lenda de amor que bem quadra com o silêncio e a paz que ali se "respiram", qual paraíso que só não é perdido, porque está lá a provar que o homem não é assim tão poderoso, que ainda não chegou a toda a parte e, se chegou ali, qual Gomorra, "cristalizou" ante semelhante "dilúvio" de beleza.

 

José Manuel Azevedo e Silva


José Manuel Azevedo e Silva nasceu em 30 de Maio de 1937, em Tibaldinho, freguesia de Alcafache, concelho de Mangualde.
Licenciado em História e doutorado na mesma área do saber, em 1993, é Professor Jubilado da Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra. É investigador do Centro de História da Sociedade e da Cultura. Foi galardoado com o Prémio Calouste Gulbenkian “História da Presença de Portugal no Mundo”, atribuído pela Academia Portuguesa de História, em 2 de Julho de 2008.
Desenvolveu a sua actividade universitária, na investigação e na docência, no domínio da História dos Descobrimentos e da Expansão Portuguesa e de História do Brasil.
Apresentou comunicações em vários encontros, colóquios e congressos, no país e no estrangeiro, e proferiu grande número de palestras e conferências a nível local, nacional e internacional.
Além de largas dezenas de artigos, publicou diversos livros, nomeadamente: A Madeira e a construção do Mundo Atlântico (Séculos XV-XVII); Descrição e História do Reino das Ilhas Canárias, de Leonardo Torriani (edição bilingue do manuscrito italiano); Os Bordados de Tibaldinho – Artesanato Regional Beiraltino; O Brasil Colonial; Mazagão – Uma cidade luso-marroquina deportada para a Amazónia; Tratado dos Feitos de Vasco da Gama e de seus Filhos na Índia, inédito de Diogo do Couto; Vasco da Gama – A Honra, o Proveito, a Fama e a Glória; A Historiografia dos Descobrimentos, através da correspondência entre alguns dos seus vultos; Santa Cruz do Cabo de Gue D’Agoa de Narba. Estudo e Crónica (os quatro últimos de colaboração).

 

Etnografia do Planalto Beirão

20,00€

comprar

Etnografia do Planalto Beirão

de José Manuel Azevedo e Silva

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 9. Lousã-20%

14,84€
11,87€

comprar

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 9. Lousã

de António Mateus Nunes Filipe, José Manuel Azevedo e Silva

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 7. Mangualde-20%

19,08€
15,26€

comprar

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 7....

de José Manuel Azevedo e Silva

MAZAGÃO Uma cidade luso-marroquinadeportada para a Amazónia-20%

26,50€
21,20€

comprar

MAZAGÃO Uma cidade luso-marroquinadeportada para a...

de José Manuel Azevedo e Silva

Malaca. Portugal e o Oriente: História e Memória-20%

15,90€
12,72€

comprar

Malaca. Portugal e o Oriente: História e Memória

de Vários

Goa. Portugal e o Oriente: História e Memória-20%

16,96€
13,57€

comprar

Goa. Portugal e o Oriente: História e Memória

de Vários

António Mateus Nunes Filipe

António Mateus Nunes Filipe é Mestre em História Contemporânea. Antes, frequentou o Instituto Industrial e a Faculdade de Ciências (engenharia). Foi bolseiro da Fundação Calouste Gulbenkian e recebeu os prémios Brotero (1964) e da FLUC (Desp. 917/2005). Foi Presidente dos Conselhos Directivo e Pedagógico da Escola Avelar Brotero. Foi Chefe de Redacção do jornal militar Em Fase e publicou em revistas e na imprensa regional, entre outros artigos: “O Regresso da Idade Média”, “Repensar a Democracia”, “Democracia Armadilhada”, “Da Democracia de Sucesso à Ruptura dos Sistemas Sociais Básicos”. “As Origens do Cristianismo”.

Actualmente aposentado, é Doutorando em História Moderna e colaborador do Centro de História da Sociedade e da Cultura na FLUC (Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra).

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 9. Lousã-20%

14,84€
11,87€

comprar

Notícias e Memórias Paroquiais Setecentistas - 9. Lousã

de António Mateus Nunes Filipe, José Manuel Azevedo e Silva