Provocações por dever de ofício (1987-2014)
-10%

17,00€
15,30€

de Joaquim Romero Magalhães

ColeçãoColeção Raiz do Tempo
GéneroHistória
Ano2017
ISBN978-989-703-192-2
IdiomaPortuguês
Formatobrochura | 294 páginas | 16 x 23 cm
Também disponível em E-Book

Efetuar compra

Numa época dominada pelo imediatismo e por critérios quantitativistas na avaliação de professores e investigadores – poderosos dissolventes sobre o estudo e a pesquisa que  sempre precisam de tempo e estão no cerne do trabalho universitário –, a selecção textos que em boa hora Joaquim Romero Magalhães resolveu dar a conhecer trazem consigo uma lufada de ar fresco.
Sublinhe-se, (...) o profissionalismo que estas arguições evidenciam: todas elas resultado de leitura atenta, estudo aprofundado dos problemas, alargamento de horizontes de compreensão histórica, conhecimento da bibliografia. Sempre obedecendo ao assumido preceito de que “a vida académica quer-se rigorosa, escrupulosa e, sobretudo, límpida.” Em suma, um livro que bem pode constituir um manual de bordo para investigadores, candidatos a provas académicas e arguentes que singram nas águas profundas (mas por vezes turvas) das ciências sociais. Ou um saudável antídoto para o efeito detergente do taylorismo empreendedorista que, a par das simplificações “bolonhesas”, tem invadido as universidades e o trabalho científico. E dissolvido o lugar indispensável da história na compreensão dos problemas humanos.


Sérgio Campos Matos
novembro de 2017

Joaquim Romero Magalhães

Joaquim Antero Romero Magalhães Loulé, 18-04-1942
Professor Catedrático Jubilado, Licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Coimbra (1967); Doutor em História Económica e Social (1984). Professor Auxiliar (1984), Professor Associado (1985) e Professor Catedrático (1994) da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra.
Principais trabalhos publicados:
Para o estudo do Algarve económico durante o século XVI, Lisboa, Edições Cosmos, 1970; O Algarve económico 1600-1773, Lisboa, Editorial Estampa, 1988; O alvorecer da Modernidade (coordenação), vol. III da História de Portugal dirigida por José Mattoso, Lisboa, Círculo de Leitores, 1993; colaboração in Francisco Bethencourt e Kirti Chauduri, História da Expansão Portuguesa, Lisboa, Círculo de Leitores, vol. I-III, 1998; Vem aí a República! 1906‑1910. Coimbra: Almedina Editora, 2009; Miunças 1 (Concelhos e organização municipal na Época Moderna), 2 (O Algarve na Época Moderna) e 3 (No Portugal Moderno: Espaços, tratos e dinheiros) (4 e 5 em preparação). Coimbra: Imprensa da Universidade, 2011-2017; Colaboração no Dicionário de Historiadores Portugueses da Biblioteca Nacional de Portugal, on line (dir. Sérgio Campos Matos).
Outros dados curriculares:
Presidente do Teatro dos Estudantes da Universidade de Coimbra (1963), Presidente da Associação Académica de Coimbra (1964); Deputado à Assembleia Constituinte da República Portuguesa (1975-1976); Deputado Honorário à Assembleia da República (2016); Secretário de Estado da Orientação Pedagógica dos governos presididos por Mário Soares (1976-1978); Presidente do Conselho Directivo (1985-1989 e 1991-1993) e Presidente do Conselho Científico (1989-1991) da Faculdade de Economia da Universidade de Coimbra; Presidente da Assembleia Municipal de Coimbra (1986-1998); Presidente do Conselho Científico (1996-1999) e Comissário-Geral da Comissão Nacional para as Comemorações dos Descobrimentos Portugueses (1999-2002), director da revista Mare Liberum (1997‑1998) e da revista Oceanos (1999-2001). Membro da Comissão de Projectos para a Comemoração do 1.º Centenário da República Portuguesa (2005) e da Comissão Consultiva das Comemorações do Centenário da República (2009‑2011). Director dos Anais do Município de Faro (2009-2017, vols. XXXV-XXXIX). Professor convidado da École des Hautes Études en Sciences Sociales de Paris (1989 e 1999); Professor convidado da Universidade de São Paulo (1991 e 1997); Professor convidado da Yale University (2003); Sócio correspondente estrangeiro do Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (2001). Comendador da Ordem do Mérito Cultural do Brasil (1999), medalha Almirante Tamandaré de Mérito Naval do Brasil (1999), Grande Oficial da Ordem do Cruzeiro do Sul (2000), medalha de mérito da Fundação Joaquim Nabuco (2001) e Grande Benemérito do Real Gabinete de Leitura do Rio de Janeiro (2001); Grã-Cruz da Ordem do Infante D. Henrique (2002).

Provocações por dever de ofício (1987-2014)-10%

17,00€
15,30€

edição recente

comprar

Provocações por dever de ofício (1987-2014)

de Joaquim Romero Magalhães