Vínculos quebrantáveis. O Morgadio de Boassas e suas relações. Séculos XVI-XVIII
-20%

19,61€
15,69€

de Nuno Resende

ColeçãoColeção Raiz do Tempo
GéneroHistória
Ano2012
ISBN978-989-703-052-9
IdiomaPortuguês
Formatobrochura | 280 páginas | 17 x 24 cm

Efetuar compra

O percurso de investigação [nesta obra] tornou-se fulcral, porque usou um arquivo caracterizado por grande número de processos judiciais, litígios na maior parte ligados à posse do vínculo ou de prazos, cobiçados por vários elementos da família, num trajecto que se inicia com o nascimento do vínculo na cidade do Porto, no terceiro quartel do século XVI, e que parece apagar-se na mesma cidade, próximo do final do século XVIII, sendo que grande parte das relações entre os seus membros se articularam a montante da cidade, em pleno vale do Douro. [...]
Como se poderá avaliar, o interessante deste estudo reside no facto de partir da análise de um indivíduo – o instituidor – para se atingir o(s) do(s) habilitante(s) do vínculo, acompanhando o processo, que se seguiu à morte do último, legítimo e directo administrador do morgadio, pela «visão litigante» que envolveu um círculo de familiares em contenda [...] cujos elementos cumprem o seu papel estritamente regulamentado pela instituição. O percurso realizado aponta noutra direcção, a de uma mudança na concepção do morgadio, não só como uma organização destinada a perpetuar valores míticos e simbólicos de nobreza e distinção mas, através de uma visão cognatícia alargada, como um meio orientado para colmatar falhas ou «defeitos do sangue» (expressão da época).

Inês Amorim
no Prefácio

 

Tábua de matérias

 

Abreviaturas e siglas utilizadas
Apresentação
Prefácio
Introdução
Capítulo I – Da Rua das Tendas “a Cima do Douro”: contextos e percursos em análise
1. O Clérigo Jorge Vaz Campelo. Um homem do seu tempo?
2. Dois pequenos mundos num Universo: a aldeia de Boassas, o Porto e o Douro que os une
2.1. A Rua das Tendas: breve aproximação à sua vivência
2.2. A dinâmica de uma aldeia: compadrio e reconstituição social (1589-1663)
Capítulo II – «O mecanismo vincular»: Movimentos de uma engrenagem
1. Casa, família e linhagem: vocabulário em confronto
1.1. Os Campelos: família ou famílias? Linhagem que se criaou reestrutura?
1.2. Casa e casas: objectos aglutinadores e relacionais
Gravatos
Revogato
Castanheira
Picão
Barbeita
Paredes
2. Um perfil para os morgados? Papéis, deveres, funções e imagem

3. «Os outros»: desfavorecidos e excluídos
3.1. A Mulher
3.2. Os filhos segundos
3.3. Os ilegítimos e espúrios
Capítulo III – «Vínculos quebrantáveis». Conflitualidade, continuidade e fractura
1. Uma história de litígios?
2. Os pleitos
2.1. Disputa pelos prazos de geração (vínculos perenes?)
2.2. “…esperaçe da Douta Ciência a Rezulção…”
os advogados, escrivães e tabeliães
Caso 1 (Revogato-Gravatos)
Caso 2 (Barbeita)
Caso 3 (Paredes-Abade de Oliveira)
3. De Boassas, do Abelhal, dos Campelos. Um vínculo quebrantável
Conclusão
Corpus documental
Documentos
Quadros
Outros Diagramas Genealógicos
Fontes
I. Fontes Documentais
II. Fontes Impressas
Material iconográfico

Nuno Resende

Nuno Resende nasceu em Cinfães, a 29-8-1978. É licenciado em História, variante científica, pela Universidade do Minho (2001), mestre em Estudos Locais (especialização em construção de Memórias Históricas), pela Faculdade de Letras da Universidade do Porto (2005) e doutor em História da Arte Portuguesa pela mesma Universidade (2012). Foi investigador ao serviço do Museu Nacional Soares dos Reis (2003-
-2004), coordenador-científico da 2.ª fase do Inventário do Património Religioso e Cultural nos arciprestados de Lamego e Tarouca (2005-2007), onde comissariou duas exposições sob o tema do acervo religioso no vale do Douro («A Montante do Tempo», 2006 e «A Palavra e o Espírito», 2007). Entre 2008-2011 foi doutorando-bolseiro FCT e  em 2012 investigador ao serviço da Universidade do Porto e da VALSOUSA. É actualmente docente no Departamento de Ciências e Técnicas do Património da Faculdade de Letras – UP. Entre os vários trabalhos publicados contam-se artigos e obras nas áreas da fotografia e retrato histórico, genealogia, arte religiosa e iconografia, micro-história, redes sociais, entre outros temas, num período que baliza entre a Idade Moderna e a contemporaneidade.
Vínculos quebrantáveis. O Morgadio de Boassas e suas relações. Séculos XVI-XVIII-20%

19,61€
15,69€

comprar

Vínculos quebrantáveis. O Morgadio de Boassas e suas...

de Nuno Resende

  • Retratos de Terra e de Família (1997)
  • Lamego: um inventário em Construção (2006)
  • O Compasso da Terra: a arte enquanto caminho para Deus (coord. científica) (2006)