­
telefone
925 329 811 | 239 087 720
Carrinho vazio
Vinte e um poemas de amor
Ilustração: Edsoleda Santos
Coleção Palavra Poema
Género Poesia
Ano 2013
ISBN 978-989-703-058-1
Idioma Português
Formato brochura | 56 páginas | 14 x 21 cm
10,60 €
8,48 €
desconto-20-por-cento.jpg
Descrição

No silêncio e quase segredo de sua Itabuna bem-amada, o poeta Cyro de Mattos – um baiano que não emigrou, e ficou desde sempre grudado ao ar, ao mar, aos azuis e verdes do céu e da terra, as águas do seu rio, às gentes e bichos e casas do horizonte natal – sustenta uma das vozes mais nítidas e singulares de sua geração.
A respiração do amor – tão presente nestes Vinte e um poemas de amor – rege os seus versos ora como uma confidência ora como uma palavra alta. Essa modulação constitui o atrativo fundamental de sua poesia. É a música de uma maré que avança e se torna vazante, o rumor de uma terra habitada pela esperança e perplexidade dos homens, a radiosa claridade de um dia que haverá de transformar-se em noite.
Escuto a voz poética de Cyro de Mattos desde o instante inicial de sua elevação. Paro sempre para escutá-la.

Ledo Ivo

Poeta, contista, romancista, cronista e ensaísta. Da Academia Brasileira de Letras.

***

Ter coragem de falar de amor numa época em que o assunto parece um pouco fora de moda já justifica a publicação deste livro. Cada vez mais os relacionamentos surgem como passageiros e se corre o risco de perder aquilo que existe de mais ardoroso e lírico nos sentimentos: o desejo de construir um futuro em comum. Não se trata, é claro, de negar a sexualidade. Ela se faz presente ao longo dos 21 poemas do livro e nas imagens de Edsoleda Santos. Existem ondas do fluir da vida e dos corpos, assim como gemidos e vontades expressos por toda parte no diálogo que os corpos travam entre eles e com o mundo. A respiração ofegante que conduz a leitura se cristaliza de maneira muito especial em duas expressões que surgem na poesia de Cyro de Mattos: “amor além do mar” e “na pele do tempo”. São dois paradigmas de um pensar romântico da existência marcado pela capacidade de oferecer visões  renovadas da vida. O amor proposto está além dos movimentos do mar. Ele se concebe no fluir da vida, como força cósmica que está além dos limites do desconhecido. É na epiderme do passar dos minutos que o “ficar” se torna a coragem do “amar” e vivenciar um amor une sensualidade e sexo na construção de um universo que esperamos ser sempre melhor.

Oscar D’Ambrosio – doutorando em Educação, Arte e História da Cultura na Universidade de Mackenzie, São Paulo, mestre em Artes Visuais pela UNESP, membro da Associação Internacional de Críticos de Arte, Seção Brasil.

***

Encontro a densidade  amorosa/erótica nesses fantásticos Vinte e Um Poemas de Amor! Li-os e reli-os... fizeram-me voltar no tempo... Essa é a magia da palavra criada pelo Poeta Maior: eternizar no Verbo aquilo que é “lampejo” existencial, paixão indizível, que só a Poesia pode reviver e perdurar  no tempo.
 
Nelly Novaes Coelho –  Doutora em Letras, Livre Docente e Professora Titular da FFLCH/Universidade de São Paulo.

­

Em caso de litígio, o consumidor pode recorrer ao Centro de Arbitragem de Conflitos de Consumo do Distrito de Coimbra, com sítio em www.centrodearbitragemdecoimbra.com e sede em Av. Fernão Magalhães, Nº. 240, 1º, 3000-172 Coimbra
Este site utiliza cookies. Ao navegar neste site está a consentir a sua utilização. Consulte as condições de utilização e a nossa política de privacidade.
copyright 2016-2019 Palimage | Terra Ocre, Lda. | Portugal | Todos os direitos reservados