Fernando Aguiar

fernando-aguiar

Nasceu em Lisboa, em 1956. Licenciado em Design de Comunicação pela Escola Superior de Belas-Artes de Lisboa e Doutorando em Arte Multimédia pela Faculdade de Belas-Artes de Lisboa.

Foi incluído em 73 antologias de literatura contemporânea em Portugal, França, Itália, México, Canadá, Inglaterra, Jugoslávia, U.S.A., Alemanha, Suíça, Brasil, Espanha, Rússia, Hungria, Cuba e no Japão. Colaborou em cerca de 750 jornais e revistas de arte e literatura de 38 países. Trabalhos seus foram publicados nas capas de 43 dessas revistas e em 5 cartazes de exposições internacionais. Realizou 42 exposições individuais em Portugal, Hungria, México, Polónia, Itália, Espanha, Emiratos Árabes Unidos e em Cuba, e participou em cerca de 500 exposições colectivas de poesia visual, fotografia, pintura, vídeo e instalação.
Desde 1983 apresentou mais de 200 intervenções e performances poéticas em Portugal, Espanha, França, Hungria, Itália, Canadá, Polónia, México, República Checa, Brasil, Japão, República Eslovaca, U.S.A., Alemanha, Holanda, Colômbia, Macau, Islândia, Hong Kong, Cuba, Turquia, Coreia do Sul e na China.
Organizou diversas exposições de Poesia Visual Portuguesa e Internacional e Encontros de Performance em Portugal, Itália, França e no Brasil.
É autor do “Soneto Ecológico”, uma obra de poesia ambiental constituída por 70 árvores plantadas em 14 filas de 5 árvores (4+4+3+3), numa área aproximada de 110x36 metros, em Matosinhos, 2005. Em 2010 apresentou pela primeira vez, em Abrantes, obras do seu Arquivo de Poesia Experimental que contém cerca de 2.500 obras originais de Poesia Experimental e Visual, Fluxus e Arte Conceptual.